Meta Amor Fases

Publicada em 2008 e há anos esgotada, a coletânea de poemas Meta Amor Fases, de Mauro Iasi, é republicada em 2019 pela Edições Ciências Revolucionárias. Com apresentação de Samara Marino e capa de Juliana Coutinho, a obra captura na forma de arte a luta da classe trabalhadora contra a ordem do capital e pela emancipação humana.

“É por acreditar que somos este ser coletivo que se encontra submetido na fragmentação individualista pela sociedade do capital, que não me espanta o fato dos pequenos poemas que lancei no mundo encontrarem abrigo em outros camaradas tão distantes e em tão diferentes lugares. Porque quando falamos de nossas dores e esperanças, de nossos amores e nossas lutas, estamos falando desta substância comum que nos liga na indissolúvel solidariedade de nossa classe, na matéria coletiva que nos faz homens e mulheres que se levantam contra a indignidade da exploração levantando a bandeira da humanidade.” (Mauro Luis Iasi)

Fonte: site da Edições Ciências Revolucionárias

Nenhuma descrição de foto disponível.

Ficha técnica
Título: Meta Amor Fases
Autor: Mauro Luis Iasi
Editora: Edições Ciências Revolucionárias
Ano da publicação: 2019
Páginas:
Preço: R$ 35,00

Publicado em Livros, Uncategorized | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Revolução africana: uma antologia do pensamento marxista

Atravessando três décadas de luta revolucionária na África, os textos da antologia Revolução Africana, organizada por Jones Manoel e Gabriel Fazzio, permitem uma visão não apenas de diversas experiências políticas, mas de toda a riqueza e variedade do pensamento marxista africano – apresentado pelos textos e discursos de seus representantes mais radicais. Entre os autores estão Frantz Fanon, Kwame Nkrumah, Amílcar Cabral, Eduardo Mondlane, Samora Machel, Agostinho Neto, Thomas Sankara e Samir Amin.

Os textos abordam temas como o racismo na sociedade de classes, a mentalidade colonial, a idealização do passado africano e a opressão patriarcal no continente, além de questões de tática e organização política; essa antologia oferece ao público algumas perspectivas teóricas que dizem respeito não apenas à Revolução Africana, mas também à própria luta contra o racismo no Brasil capitalista de nossos tempos.

Fonte: site da editora Autonomia Literária

Ficha técnica
Título: Revolução Africana: uma antologia do pensamento marxista
Organizadores: Jones Manoel e Gabriel Landi Fazzio
Editora: Autonomia Literária
Ano da publicação: 2019
Páginas: 416
Preço: R$ 45,00

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

A luta contra o fascismo

A editora Sundermann lança A luta contra o fascismo: revolução e contrarrevolução, de Leon Trotsky. Sua primeira edição traduzida do russo foi publicada em 1933 sob o título Revolução e contrarrevolução na Alemanha. Trata-se de um conjunto de textos escritos por Trotsky entre 1930 e 1933. Esta nova edição brasileira foi acrescida dos textos “A vitória de Hitler significará a guerra contra a URSS”, de 1932, “Hora da decisão”, “A tragédia do proletariado alemão” e “Que é o nacional-socialismo”, de 1933, extraídos e traduzidos do livro Comment vaicre le fascisme, publicado pela Les Editions de la Passion em 1993.

Fonte: site da editora Sundermann

Ficha técnica
Título: A luta contra o fascismo: revolução e contrarrevolução
Autor: Leon Trotsky
Editora: Sundermann
Ano da publicação: 2019
Páginas: 440
Preço: R$ 48,00

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Economia política para trabalhadores

Economia política para trabalhadores, de Sofia Manzano, “agora republicado em nova edição pelo Instituto Caio Padro (ICP), oferece aos leitores e leitoras uma qualificada introdução ao estudo da crítica da economia política desenvolvida por Marx (e também por Engels) especialmente ao longo da segunda metade do século XIX. Livro que, mesmo tendo seu eixo voltado para uma primeira intelecção desta complexa problemática, oferece um conjunto amplo de algumas das principais formulações presentes em O capital, obra que se constituiu na mais monumental dentre todas as críticas que até hoje foram feitas ao capitalismo (e de modo ainda mais abrangente, ao sistema do capital). As questões do trabalho, valor, dinheiro, capital, lucro, mais valia, propriedade privada, meios de produção, concentração/centralização do capital, estes e outros elementos analíticos fundamentais da crítica marxiana aparecem nos cinco capítulos de Economia política para trabalhadores.

A crise, os limites do estado, a questão dos mercados (de terra, de trabalho e de capitais), do endividamento público (traço este central de todas as sociedades destrutivas de nosso tempo que são comandadas pela hegemonia financeira) são apresentadas de modo a compor uma totalidade ampla e explicativa das engrenagens do sistema que comanda a ordem societal vigente, bem como seus estados, suas políticas e suas ações. E que, por isso, tem que ser derrotada em sua totalidade, e não através de medidas parciais e em ultima instância subordinadas à sua lógica.

Não foi por outro motivo que, no Manifesto de lançamento da Associação Internacional dos Trabalhadores (AIT), em 1864, Marx defendeu a necessidade de uma Economia Política dos Trabalhadores para derrogar a economia política dos proprietários.

E o livro de Sofia Manzano oferece elementos para se entender tanto a economia política do capital como para se visualizar um outro modo de vida capaz de construir uma economia política do trabalho.” (Ricardo Antunes, orelha do livro)

A imagem pode conter: 10 pessoas

Ficha técnica
Título: Economia política para trabalhadores
Autora: Sofia Manzano
Editora: Instituto Caio Prado Jr.
Ano de lançamento: 2019
Páginas: 300
Preço: R$ 30,00

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Revolução Cubana: ecos, dilemas e embates na América Latina

Se no plano político o tema cubano representou uma inflexão na história da América Latina, a historiografia e a intelectualidade do continente também foram marcadas por perspectivas muitas vezes conflituosas sobre o processo revolucionário. Aspectos como o significado da revolução para o continente, a sua relação com a chamada teoria da dependência, as influências das ideias cubanas sobre a esquerda continental, a reação de grupos conservadores contra a suposta implantação de um comunismo na América e a utilização do caso cubano como justificativa para a implantação de regimes ditatoriais no continente estão entre os temas mais debatidos no continente.

O livro Revolução Cubana: ecos utiliza a efeméride dos 60 anos da chegada dos revolucionários cubanos ao poder para reunir uma série de estudos sobre a história da Revolução Cubana e da recepção do seu ideário em diversos países da América Latina. Mesclando abordagens de historiadores recém egressos de programas de mestrado e doutorado com trabalhos elaborados por pesquisadores que já apresentam certa trajetória acadêmica, a proposta é fruto de uma concepção de que o diálogo entre novos e velhos percursos impõe uma dinâmica importante à historiografia.

O livro completo pode ser acessado gratuitamente no site da editora IFS. Clique aqui para baixá-lo.

Ficha técnica
Título: Revolução Cubana: ecos, dilemas e embates na América Latina
Organizadores: Jean Sales, Rafael Araújo, Ricardo Mendes e Tiago Silva
Editora: Editora do Instituto Federal de Sergipe
Ano da publicação: 2019
Páginas: 304
Preço: gratuito

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Como nasce e morre o fascismo

A presença crescente de organizações fascistas e de extrema direita no Brasil e no mundo tem despertado interesse de uma nova geração de ativistas. Perguntas importantes tem surgido: o que é o fascismo? Por que ele é uma ameaça tão mortal? Como é possível combatê-lo? É possível neutralizá-lo?

Em 1923, o fascismo era um fenômeno recente que chegava ao poder na Itália. Diante de muita confusão e incerteza, a marxista alemã Clara Zetkin explicou a natureza deste novo perigo, propondo um amplo plano de unidade de todas as vitimas do capitalismo para combater a ameaça fascista.

Os escritos de Clara neste livro apresentam as primeiras análises sobre o fascismo e revelam as principais articulações de resistência contra ele.

Ficha técnica
Título: Como nasce e morre o fascismo
Autora: Clara Zetkin
Tradutora: Eli Moraes
Editora: Autonomia Literária
Ano da publicação: 2019
Páginas: 128
Preço: R$ 30,00

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

A classe trabalhadora

Em A classe trabalhadora: de Marx ao nosso tempo, Marcelo Badaró contribui de forma decisiva para os estudos do trabalho ao combinar uma síntese da elaboração de Marx e Engels sobre a classe trabalhadora com o debate sobre o perfil atual do proletariado no Brasil e no mundo. Embasado em análises sociológicas e historiográficas sobre a formação, a composição e o papel da classe como sujeito histórico-social, o autor recupera o conceito de classe trabalhadora e mostra suas origens e seus movimentos, apresentando também um panorama de algumas de suas principais tendências hoje.

A obra se inicia pela síntese das principais contribuições de Marx e Engels (e, de forma complementar, de autores marxistas do século XX) para o entendimento das categorias de classes sociais, luta de classes e classe trabalhadora, mostrando como elas permanecem pertinentes como caminho de compreensão do mundo em que vivemos. A seguir, são apresentados diferentes exercícios de diálogo entre essas discussões de Marx e dos marxismos sobre a classe trabalhadora e elementos empíricos da realidade da classe nos dias que correm.

A classe trabalhadora

Ficha técnica
Título: A classe trabalhadora: de Marx ao nosso tempo
Autor: Marcelo Badaró Mattos
Editora: Boitempo
Ano da publicação: 2019
Páginas: 160
Preço: R$ 44,00

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário