Walter Benjamin, uma biografia

A editora Autêntica lançou a biografia de Walter Benjamin escrita por Bernd Witte, especialista em autores alemães dos séculos XVIII e XX. Desde 2001, é Presidente da Sociedade Internacional Walter Benjamin (IWBG).

Desde Infância em Berlim até as Teses sobre o Conceito de história, Benjamin é apresentado no contexto das intensidades, dissabores, esperanças, da crítica e da autocrítica, das relações humanas em tempos tão difíceis como aquele entre guerras em que ele viveu e escreveu. Assim, entre a vida e a obra de Benjamin, Witte vai costurando com um fio vermelho os olhares, os objetos, as descrições, as impressões, as cartas, os momentos vividos, os livros lidos, as línguas apreendidas, o materialismo histórico, a religião, as preocupações do pai de família que em tudo se assemelhava a Kafka, sobretudo ao seu fracasso, o todo das ideias de Benjamin, como se pudéssemos ver no grande pensador alguém que conhecemos.

Fonte: site da editora Autêntica

Walter Benjamin uma biografia

Ficha técnica
Título: Walter Benjamin, uma biografia
Autor: Bernd Witte
Tradução: Romero Freitas
Editora: Autêntica
Ano da publicação: 2017
Páginas: 160
Preço: R$ 47,90

Publicado em Livros | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Dependencia, superexplotación del trabajo y crisis

No livro Dependencia, superexplotación del trabajo y crisis, Marcelo Carcanholo apresenta uma interpretação da atual fase do capitalismo, que inclui: a formação do capitalismo contemporâneo, a crise iniciada em 2007 e seus efeitos sobre as economias nacionais e a classe trabalhadora em seu conjunto.

O índice do livro pode ser consultado gratuitamente clicando aqui.

Maquetaci—n 1

Ficha técnica
Título: Dependencia, superexplotácion del trabajo y crisis. Una interpretación desde Marx.
Autor: Marcelo Carcanholo
Editora: Maia Ediciones (Madri, Espanha)
Ano da publicação: 2017
Páginas: 184
Preço: 10 Euros

Publicado em Livros | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Política, Estado e ideologia

“O novo livro de Mauro Iasi, [intitulado Política, Estado e ideologia na trama conjuntural], avança na reflexão marxista sobre o uso da arma da teoria como instrumento nuclear para entendermos o fogo na pradaria da conjuntura que se avoluma nos desenlaces e nas contradições da cena política brasileira, em sua conexão com o mundo.

Trata-se de um conjunto de ensaios que examina (…) a política, o Estado e a ideologia. O trabalho que o público leitor tem em mãos apresenta algumas chaves heurísticas e conforma uma interpretação hodierna para pensar o mundo em que vivemos: Marx e o entendimento sobre a crise sistêmica em curso, aspectos particulares da crise e o cinismo das hordas burguesas, alienação e ideologia como instrumento concreto, as experiências da Revolução bolchevique e da Comuna de Paris e a questão do Estado, a disjuntiva entre socialismo e barbárie, a construção do Estado de exceção nos marcos da crise, a violência e o ódio à democracia como instrumento normativo para orientar um espírito de época.

O autor, com estes ensaios, coloca-se de frente para a história. Procura, como analista e militante político, uma aproximação da verdade histórica a partir do ponto de vista da classe trabalhadora. É nessa perspectiva que o segundo bloco de ensaios traz uma vigorosa interpretação que consegue, com seu exame e discernimento teórico, desvelar a cena política e apresentar uma rica interpretação da conjuntura para que possamos, no movimento da história, enriquecer o debate das ideias.

Mauro Iasi desenvolve, com os recursos do enorme arcabouço marxista, dos primórdios genéticos às reflexões teóricas mais atuais, os dilemas e impasses da conjuntura brasileira. A ação burgo-petista, a Revolução burguesa no Brasil, a espetacularização das contradições intraburguesas e o papel dos seus aparelhos ideológicos, as manifestações e a bizarria que infecta os salões, a crise do operador político da ordem nos últimos 13 anos, a recente montagem do poder político com a presença de um ‘novo’ governo articulado pela lógica da usurpação, o esgotamento de um projeto estratégico que se perdeu na ditadura da tática e na tentativa de lograr um acúmulo de forças que tinha como elemento político o apassivamento das forças sociais do campo do trabalho, os meandros da imposição paulatina do Estado de exceção como regra para afirmação de uma ‘nova’ ordem”. (Milton Pinheiro, texto da orelha do livro)

Politica Estado e ideologia

Ficha técnica
Título: Política, Estado e ideologia na trama conjuntural
Autor: Mauro Iasi
Editora: Instituto Caio Prado Jr.
Ano da publicação: 2017
Páginas: 440
Preço: R$ 40,00

Publicado em Livros | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Lutas Sociais, 20 anos

Ao completar vinte anos de existência, a revista Lutas Sociais empenha-se em apresentar um número que expressa o essencial do que tem realizado. Análises críticas que, do ponto de vista dos que lutam pela transformação social, procuram destacar os processos de constituição dos sujeitos destas transformações. Trata-se, em suma, de uma proposta de luta teórico-ideológica para a qual ciência e crítica – autocrítica inclusa – estão indissoluvelmente ligadas.

Sumário

Apresentação, por Lúcio Flávio Rodrigues de Almeida, Célia Motta, Renata Gonçalves

Artigos

A corrente autonomista no Brasil e a classe operária: apontamentos críticos sobre a revisão do marxismo nos anos 1980, de Angélica Lovatto
A dupla superação do “Sujeito” pela crítica marxista da economia política, de Lucas Trindade da Silva, Edemilson Paraná, Alexandre Marinho Pimenta
Efeitos da naturalização da concepção de propriedade privada da terra: a legitimidade da grilagem e invasão da Terra Indígena Marãiwatsédé em 1992, de Juliana Cristina da Rosa

Dossiê

Vinte anos de lutas sociais: notas para futuras pesquisas, de Lúcio Flávio Rodrigues de Almeida
Argentina 2011-2016: ¿De la crisis del neodesarrollo a su radicalización conservadora? Luchas sociales, proyectos de desarrollo y alternativas populares, de Mariano Féliz
Crise de acumulação e contestação social generalizada na Argentina contemporânea (2001), de Lisandro Rodrigues Braga
Quem tem medo do bolivarianismo?, de Jair Pinheiro
Dez anos da “Revolução Cidadã” no Equador: quais perspectivas?, de Gustavo Menon
Lutas zapatistas e sem-terra: análise sobre autonomia, eleições e burocratização, de Alexander Hilsenbeck Filho
Formação no Movimento dos Trabalhadores Sem Teto: uma análise de seu projeto político, de Paulo Henrique Alves dos Santos, Débora Cristina Goulart
Violência agrária e desmatamento: corolários das políticas de Estado e das lutas sociais no sudeste paraense, de Célia Congílio, Carla Silveira Moraes
As lutas sociais e políticas no Grande Oriente Médio: entre as guerras imperialistas e a resistência popular, de Marcelo Buzetto
Lutas sociais e políticas na república oligárquica da Ucrânia, de Carlos Serrano Ferreira

Resenhas

Uma leitura revolucionária de Gramsci, de Luiz Eduardo Motta
A libertação entre teologia, marxismo e ecologia, de Fabio Mascaro Querido

Publicado em Revistas | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Antologias do pensamento social latino-americano

A coleção Antologias do Pensamento social latino-americano e caribenho é um empreendimento editorial do Conselho Latino-americano e Caribenho de Ciências Sociais (Clacso) destinado a promover o acesso as obras de alguns autores das ciências sociais na América Latina e no Caribe.

Na sua primeira etapa, a coleção terá 50 títulos, entre volumes individuais e compilações, reunindo aportes de mais de 350 autores e autoras de diversos países, áreas do conhecimento e perspectivas teóricas. Todas as obras estarão disponíveis livremente na internet e poderão ser lidas gratuitamente no site da Clacso. Além da versão digital, também haverá as versões impressas dos livros.

O catálogo completo da primeira etapa de edição das antologias pode ser baixado aqui. Boa leitura!

Publicado em Livros | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

O capital, livro III

Intitulado O processo global da produção capitalista, o livro III de O capital: crítica da economia política procura conjugar as análises do Livro I (dedicado ao processo de produção do capital) e do Livro II o (dedicado ao processo de circulação do capital). Embora possa ser considerado em muitos sentidos o ápice da obra de Marx – é nele que está contida, por exemplo, a famosa apresentação do problema da queda tendencial da taxa de lucro, bem como toda a discussão sobre capital de comércio financeiro –, o Livro III de O capital é também um texto muito delicado, porque não chegou a ser finalizado em vida pelo autor, sendo editado posteriormente por Friedrich Engels. Por isso é tão importante o fato de a edição da Boitempo ser a primeira realizada a partir dos documentos da MEGA-2 (Marx-Engels-Gesamtausgabe), que traz a mais completa e minuciosa apuração dos manuscritos, notas e apontamentos de Marx e das opções de Friedrich Engels para a publicação.

Fonte: site da editora Boitempo

O capital livro III

Ficha técnica
Título: O capital: crítica da economia política, livro III
Autor: Karl Marx
Tradutor: Rubens Enderle
Editora: Boitempo
Ano da publicação: 2017
Páginas: 984
Preço: R$ 98,00

Publicado em Livros | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Teoria geral do direito e marxismo

O livro Teoria geral do direito e marxismo, do jurista Evguiéni Pachukanis, despontou como a mais importante reflexão sobre o direito no campo do marxismo. A princípio, a obra não foi pensada como um manual marxista para a teoria do direito, mas como “uma tentativa de aproximação da forma do direito e da forma da mercadoria”, como afirmou o jurista e bolchevique Piotr Stutchka após a leitura da primeira edição, publicada em 1924. Pachukanis tinha como intuito apenas trazer algumas questões da teoria geral do direito para discussões futuras, esboçando os traços fundamentais do desenvolvimento histórico e dialético das formas jurídicas a partir de conceitos que ele havia encontrado em O capital, de Karl Marx, e no Anti-Dühring, de Friedrich Engels, mas o resultado acabou indo muito além do esperado: o livro se tornou uma referência em filosofia do direito e a obra mais importante de Pachukanis.

Traduzida diretamente do russo para o português por Paula Almeida, esta edição conta com um prefácio de Antonio Negri escrito em 1973 e será a primeira no mundo a publicar uma atualização feita pelo autor, no final de 2016, que permanece inédita até hoje. A obra conta também com posfácios de Umberto Cerroni e China Miéville, nunca antes publicados no Brasil. O volume traz ainda um índice onomástico e uma seção com trechos selecionados de Karl Korsch, John Hazard, Carlos Rivera-Lugo, Jean-Marie Vincent e Dragan Milovanovic. A revisão técnica coube a Alysson Leandro Mascaro e Pedro Davoglio.

Fonte: site da editora Boitempo

Teoria geral do direito e marxismo

Ficha técnica
Título: Teoria geral do direito e marxismo
Autor: Evguiéni Pachukanis
Tradutora: Paula Almeida
Editora: Boitempo
Ano da publicação: 2017 [1924]
Páginas: 224
Preço: R$ 43,00

Publicado em Livros | Marcado com , , , | Deixe um comentário