Antonio Gramsci: filologia e política

O livro Antonio Gramsci: filologia e política, originário do colóquio da International Gramsci Society-Brasil, realizado em Campinas (2017), narra que o legado gramsciano, ao qual agora é possível acessar em um modo não superficial apenas graças às armas da crítica (filológica), não pode ser concebido sem uma referência constante (implícita, pelo menos) à crítica das armas (políticas), ou seja, a um mundo que ainda é o nosso.

Assim, as conferências reunidas neste volume, aparentemente movendo-se em direções diferentes, tem um ponto central: os problemas que Gramsci escolheu e o modo como lidou com eles. Hoje se compreende sempre melhor que este modo é essencial: a necessidade imperativa de “combinar” o marxismo nas línguas nacionais define intimamente a forma de “teoria” que Gramsci adota, e é isso que, não menos importante, torna suas páginas concretamente “traduzíveis” na vida dos povos e culturas que habitam o “grande e terrível mundo” do século XXI.

Fonte: site da editora Zouk

Ficha técnica
Título: Antonio Gramsci: filologia e política
Organizadoras/es: Alvaro Bianchi, Daniela Mussi e Sabrina Areco
Autoras/es: Joseph Buttigieg, Guido Liguori, Giuseppe Cospito, Giovanni Semeraro, Kate Crehan, Alvaro Bianchi, Daniela Mussi, Massimo Modonesi, Martín Cortés, Ivete Simionatto, Bernardo Ricupero, Anita Helena Schlesener, Peter D. Thomas, Raúl Burgos, Marcos Del Roio.
Editora: Zouk
Ano da publicação: 2019
Páginas: 248
Preço: R$ 47,00

Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s