Marx tardio e a via russa

Ao longo de sua vida e sua obra Karl Marx tinha duas preocupações centrais: compreender o movimento de constituição da sociedade burguesa, cuja base é a exploração do trabalho pelo capital, sua lógica e sua dinâmica de funcionamento; e contribuir para a transformação dessa sociedade em favor da maioria, dos trabalhadores e trabalhadoras. É a partir disso e nessa perspectiva que ele e Friedrich Engels constroem um edifício teórico ainda fundamental para compreendermos o mundo hoje, justamente por não se constituir como um dogma, como uma verdade que paira acima de tudo, mas por trazer um método de análise das contradições entre as classes sociais que compõem a sociedade.

Em 1881, dois anos antes de morrer, Marx se aproxima da tradição revolucionária russa – esta já sob influência de sua obra, O Capital, publicado em 1867 – e com os debates a respeito da constituição de uma sociedade socialista a partir de um capitalismo atrasado, periférico. Seu interesse pela Rússia aumenta, vê ali uma possibilidade de revolução e, tendo em conta a realidade desse país, se dedica a refletir, principalmente, sobre o papel dos camponeses nesse processo. Esse é o tema em torno do qual gira o livro Marx tardio e a via russa: Marx e as periferias do capitalismo, organizado por Teodor Shanin, professor da Escola de Ciências Sociais e Econômicas da Universidade de Moscou e da Universidade de Manchester, e membro da Acadêmia de Ciências Agrárias da Rússia.

Este livro, dividido em três partes, traz diferentes interpretações sobre o pensamento de Marx nesses seus últimos escritos: recupera as suas formulações por meio das cartas que trocou com Vera Zasulich e traz textos de N. Tchernichevski e documentos da organização A Vontade do Povo, expressivos da tradição revolucionária da Rússia, estabelecendo pontes com o pensamento de Marx.

Fonte: site da editora Expressão Popular

Marx Tardio e a via russa
Ficha técnica
Título: Marx tardio e a via russa: Marx e as periferias do capitalismo
Organizador: Teodor Shanin
Tradutores: equipe do Laboratório de estudos de movimentos sociais e territorialidades da Universidade Federal Fluminense (Lemto/UFF)
Editora: Expressão Popular
Ano da publicação: 2017
Páginas: 384
Preço: R$ 40,00

Esse post foi publicado em Livros e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s