O comuneiro, n.14

A revista eletrônica lusa O comuneiro lançou um novo número em março de 2012. A crise capitalista mundial adensa-se e aprofunda-se. A aguda asfixia bancária europeia está a ser penosamente paliada com a austeridade imposta aos seus povos (em particular os periféricos, de momento) e maciças injeções de liquidez provindas dos EUA, quase que diretamente das impressoras à ordem do Federal Reserve System. Alívio temporário, em esforço, varrendo para o futuro próximo ameaças ainda mais pronunciadas. Generalizam-se as manifestações de revolta e descontentemento, que podem estar a começar a formar uma nova geração de militantes socialistas. Os meios populares não politizados ainda não compareceram à chamada, salvo o caso excepcional da Grécia. As opções gêmeas da guerra e do fascismo tornam-se novamente racionais, do ponto de vista da classe dirigente.

O sumário completo do n. 14 da revista O comuneiro está disponível logo abaixo. Boa leitura a todos!

Introdução
Audácia, mais audácia, por Samir Amin
A desglobalização e seus inimigos, por Frédéric Lordon
A desglobalização em questão (ões), por Jean-Marie Harribey
Os fundamentos de uma estratégia ecossocialista, por Daniel Tanuro
Como fazer uma revolução ecossocialista, por Ian Angus
Bolívia vive maior revolução social, por Álvaro Garcia Linera
Xeque-mate para o capitalismo global?, por William I. Robinson
Classes, Estados e ideologias imperiais, por Claudio Katz
O complexo de Orfeu, por Jean-Claude Michéa

Esse post foi publicado em Revistas e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s